Pai presente!

Débora May Pelegrim –

É dever dos pais de assistir, criar e educar os filhos menores, e os filhos maiores têm o dever de ajudar e amparar os pais na velhice, carência ou enfermidade.  Desta forma, a participação dos pais é fundamental em qualquer momento da vida dos filhos.

Ademais, não há distinção entre direitos e deveres da mãe e do pai, sendo dos dois igualmente as responsabilidades pelo bem-estar dos filhos até que eles completem 18 anos.

Assim como a mãe, os pais trabalhadores têm direitos quando se tornam pais, vejamos alguns deles:

– licença-paternidade de 15 (quinze) dias além dos 5 (cinco) dias garantidos pela Constituição Federal (para os servidores públicos ou empresas inscritas no Programa Empresa Cidadã);

– no período de 1 (um) ano, o pai tem direito a 2 (dois) dias para acompanhar a mãe nos exames de gravidez;

– filhos até 6 (seis) anos, o pai tem direito a 1(um) dia por ano para acompanha-lo em exames médicos.

Se você é pai e gosta de ser pai, seja um pai presente – participe da vida de seu filho, pois somente lhe dar um sobrenome ou pagar pensão não isenta ninguém de participar ativamente da vida deste.

Autora: Débora May Pelegrim, Advogada OAB/SC 45263, colaboradora do Escritório Giovani Duarte Oliveira Advogados Associados, na área de Direito de Família e Sucessões

[contact-form-7 id="43" title="Formulário de contato 1"]

Rua Defendi Casagrande, 82 - São Cristóvão,

Criciúma - SC - CEP 88802-600

Telefone: (48) 3433-0123

Whatsapp: (48) 3433-0123

Telefone: (48) 3433 0123

Desenvolvido por Blueberry - Marketing Digital

Giovani Duarte Oliveira Advogados Associados © Todos os direitos reservados