Consulta jurídica!

Artigo Tairine André de Souza Borges –

Quando perguntam, mas o escritório que você trabalha cobra consulta jurídica? Minha resposta é sempre a mesma, SIM, é claro que sim! As pessoas esquecem que advogado também é um profissional, também precisa manter seu negócio, comer, tem família para sustentar. O advogado paga IPTU, onde ele atende, paga luz, água, telefone. E é o único que sabe a solução do seu problema jurídico.

Aquele problema que para você resolveria em apenas uma perguntinha rápida? Ele dedicou 5 anos da vida dele  para poder aprender, e solucionar seu problema, teve no mínimo, uma dedicação grande da parte dele.  Todo trabalho que atende às necessidades humanas é importante e tem valor, e merece ser dignamente remunerado.

Exemplo: quando vamos a um consultório médico, primeiramente pagamos pela consulta, ali mesmo na recepção, e só no final da consulta, saber um diagnóstico e proceder com um tratamento, que pode gerar ainda mais custos,

No escritório que atuo, cobramos pela consulta e se em função da consulta, sobrevier um contrato de honorários, o valor da consulta é abatido dos honorários a serem contratados, isso acaba evitando prejuízo ao escritório porque muita das  vezes, uma consulta jurídica já é suficiente para a pessoa resolver o seu problema e nunca mais aparecer no escritório. E o advogado que dedicou seu tempo e conhecimento àquele caso, fica sem receber nada.

Então preze pelo pagamento da consulta jurídica e tenha profissionais que saibam exercer o papel na cobrança ao cliente, lembre-se funcionários satisfeitos, clientes satisfeitos.

Tairine André de Souza Borges, colaboradora do escritório Giovani Duarte Oliveira Advogados Associados

[contact-form-7 id="43" title="Formulário de contato 1"]

Rua Defendi Casagrande, 82 - São Cristóvão,

Criciúma - SC - CEP 88802-600

Telefone: (48) 3433-0123

Whatsapp: (48) 3433-0123

Telefone: (48) 3433 0123

Desenvolvido por Blueberry - Marketing Digital

Giovani Duarte Oliveira Advogados Associados © Todos os direitos reservados