A ética na sociedade

Giovani Duarte Oliveira – OAB/SC 16.353 | 27 de Julho de 2011

 

A ética estuda uma forma específica do comportamento do ser humano e está voltada aos atos do homem como ser social que de uma maneira ou de outra afetam os demais indivíduos em sociedade.

A palavra ética, do grego ethos significa “modo de ser” “caráter” o que muitas vezes faz confundir com moral que trata-se de conjuntos de normas adquiridas pelo homem e também por ser definida como “ciência da moral”.

Para os filósofos gregos a ética subordinava-se à idéia de felicidade do hoje e do bem soberano e consequentemente entendendo que o objetivo da moral era encontrar a definição desse bem, para provar que a felicidade está ao alcance de todo animal racional.

Leciona Aristóteles “… este estudo não é teórico como os outros, pois estudamos não para saber o que é a virtude, mas para sermos bons, que de outra maneira não tiraríamos nenhum benefício dela” (Livro II da “Ética a Nicômaco”).

Deve-se atentar para as ações, como praticá-las sem qualquer vinculação específica, mas de um modo geral todas as atitudes do homem, pois como ética não é uma disciplina ensinada nos bancos escolares, todos, embora não tenham acesso à cultura, a possuem. Com isso nota-se que a virtude liga-se à ética e segundo Pierre Aubenque a ação de cada ser está de acordo com sua essência, com a parte essencial do homem, que é a alma. A alma por sua vez é afetada por prazer ou dor denotando-se os mais variados sentimentos onde inclui-se medo, coragem, alegria, tristeza, amor, ódio, inveja, compaixão. E se o homem consegue utilizar isso na medida certa estará pautando-se dentro da ética.

Para Gérard Lebun, o homem bom aprimora seu comportamento medindo a melhor maneira possível de ser e agir em todas as circunstâncias.

Assim, ética pode ser definida como o comportamento moral do homem em sociedade, que manda com que ele comporte-se de acordo com o seu bem soberano, sua consciência!

O maior desafio é fazer com que seja entendido que os princípios da ética devem ser refletidos em todas as tomadas de decisões, o que acontece no cotidiano e geralmente são esquecidos em prol da competitividade dos lucros incessantes e da sede pelo poder.

Deve-se ter em mente que a política não pode sobrepor-se à ética e a sociedade está tão manchada que quando um bom nome procura o campo político automaticamente é visto de outra forma pelos cidadãos. E porquê acontece isso? Porque a política está submetendo a ética ao comportamento degenerativo do homem, pois não é correto levar vantagem em prejuízo alheio.

Existe a necessidade de em todas as situações, não deixar-se levar pelo ímpeto ou mesmo por influências, tomando cada homem a sua posição com base na razão e na verdade aceitando a derrota e preferindo perder a lograr, insinuar ou mesmo mentir por mais “simples” que seja a afirmação.

Quando o homem está formado para vencer não aceitando a derrota por mais banal que lhe pareça, está disposto a cometer todas as infrações éticas possíveis para levar atingir seus objetivos. Sabe-se por outro lado que o comportamento ético tem um preço altíssimo, exigindo auto controle e sacrifício.

É muito mais fácil e cômodo tratar de ética contemplando suas estatísticas e analisando onde deva ser aplicada a que praticá-la, o que deve-se ter como propósito. Não é o suficiente adotar-se posições conservadoras e aplicar o contrário, pois assim está adentrando o campo da demagogia e consequentemente aceitando que a política esteja acima da ética, o que deve ser extremamente afastado.

A palavra ética possui um significado muito maior que possa-se imaginar, não obstante aos conceitos cientificamente criados, a ética envolve inclusive os pensamentos que não são colocados em prática.

O homem vive constantemente em busca da felicidade e atribui o sucesso à aquisição de bens que lhe dão conforto. Se perguntar “o que é ser feliz?” para uma criança que nunca foi à escola, nunca teve um calçado para proteger seus pés ou indo mais além, que não possui uma família, ter-se-á uma resposta totalmente diferente a que fazer a mesma pergunta à um alto executivo, portanto nota-se que os valores sociais são absolutamente distintos para cada ser. E isso quer dizer que quando aquela criança cresce e adquiri pelo menos uma parte da felicidade que procurava, encontrando alguém na mesma situação que a sua certamente ajudará e o alto executivo, que tem muito mais condições atende aos que lhe solicitam? Se sim, este está agindo corretamente atendendo os princípios éticos de que a sociedade necessita.

É necessário, portanto ter uma visão mais profunda para ao ser feita uma auto análise, seja constatada que as atitudes tomadas e as decisões estão acobertadas pela ética, ou seja, pela correta atitude que a circunstância exige.

A primeira resposta dada pela maioria das pessoas quando questionadas sobre o que esperam da vida é “ser feliz”, porém para cada uma delas a felicidade tem significado diferentes. Para muitas, ser feliz é conseguir conquistar o topo da carreira profissional, para outras é criar e dar um bom estudo aos filhos, outros ainda pensam que ser feliz é construir um patrimônio para poder desfrutar dos rendimentos, e o que a maioria esquece ou não dá importância é com o seu espírito e com o que pode fazer para dar condições aos que não tem as mesmas metas traçadas.

A ética é fazer o bem, tudo o que se fizer com o objetivo de colaborar e ajudar alguém, estará sendo ético. Temos a praxe de associar falta de ética com a profissão, com atitudes tomadas por profissionais, o que é um ledo engano, pois pensando assim, estamos abandonando-a para com os demais campos sociais.

Para que a sociedade possa renascer em seus conceitos, é necessário que o cidadão traga à tona sua verdadeira função. Que não é somente buscar o sucesso, a aquisição, o conforto. E para isso é necessário um crescimento intelectual. É necessário adquirir conhecimentos profundos para obter uma visão de um todo, de uma integridade, de um conjunto de relações existentes sem a individualização das coisas.

Assim como o enfermo não pode tão somente ingerir remédios para afastar os males, pois deve praticar exercícios e ter no mínimo mais uma alimentação saudável e o sistema emocional equilibrado, sendo que assim poderá livrar-se do mal que está acometido, a sociedade não encontrará os seus melhores dias tirando de circulação os transgressores da lei e sim trabalhando para que não seja criados mais transgressores.

A partir da mudança de cada indivíduo é possível promover-se a transformação da sociedade e dos sistemas interligados não esperando apenas de governantes soluções para os problemas sociais, e somente assim, será alcançado a plenitude, pois não é aceitável que apenas alguns sejam responsabilizados. A responsabilidade é de todos. E que para isso seja alcançado devemos cumprir a Lei, bem como espelhar os dias nas Salvaguardas Poéticas de Paulo César Guterres Guggiana:

“Art. 1º – Obrigatório passear aos domingos de mãos dadas e, displicentemente, pisar na grama, ter olhos para flores, semear esperanças e colher sonhos silvestres.

Parágrafo único – Assegurar aos seres humanos a visão azul dos céus e o infinito das revoadas.

Art. 2º – Fica proibido pensar em guerras, pena agravada quando se afaga os cabelos da amada.

Art. 3º – Pena de banimento ao desejo sem amor.

Parágrafo único – Vedado cativar a esmo e quebrar encantos.

Art.4º – É delito imperdoável sentir-se só e espalhar a solidão.

Art. 5º – Obrigatório lavrar autos de soltura e declarar absurdas as gaiolas.

Art. 6º – Pena de eterna sedução a quem seduz.

Art. 7º – Fica desativado o império do medo e proclamada a república do amor maior.

Parágrafo único – Revogam-se as inúteis disposições em contrário.”

    SEU NOME

    SEU TELEFONE

    SEU E-MAIL

    ASSUNTO

    MENSAGEM

    Validação Captcha
    captcha

    Rua Defendi Casagrande, 82 - São Cristóvão,

    Criciúma - SC - CEP 88802-600

    Telefone: (48) 3433-0123

    Whatsapp: (48) 3433-0123

    Telefone: (48) 3433 0123

    Desenvolvido por Blueberry - Marketing Digital

    Giovani Duarte Oliveira Advogados Associados © Todos os direitos reservados